Testemunhos

       Deisi Dacorso conta que sempre foi uma pessoa prepotente e arrogante. Filha única, sempre foi mimada, apesar de não admitir isso. Namorou por nove anos e durante esse período se acostumou também a ser lisonjeada frequentemente pelo namorado. Entretanto, o tempo se passava e ela não suportava mais esperar o bendito casamento. "Mesmo sendo de famílias humildes, providenciamos uma linda festa, paga com nosso trabalho e esforço. Mas depois de três anos o conto de fadas acabou", conta.

      Ela explica que tudo parecia ir muito bem: faltavam algumas semanas para se formar em Administração de Empresas, um grande sonho. Foi quando recebeu a notícia de que o marido a estava deixando. "Meu mundo caiu! A lembrança que tenho é dele arrumando as malas e eu chorando no box do banheiro durante um final de semana inteiro. Para resolver meu problema recorri a tudo que se possa imaginar, inclusive casas espíritas e de batuque, e recebia a seguinte resposta: Não dá mais tempo, você perdeu seu marido para sempre."


       "Mas o que tinha de arrogante também tinha de determinada. Sempre corri atrás do que queria e como não tinha mais alternativas que minhas forças pudessem buscar, um dia me percebi assistindo um culto em uma igreja de 'crente”, recorda. Hoje ela entende que foi o momento certo para conhecer Jesus: "Foi uma luta muito grande, pois nessa igreja eu era apenas mais uma na multidão, era eu e Deus. Não tive apoio através de oração de irmãos, nem nada. Mas mesmo assim Deus nunca me deixou sozinha". Depois de quatro meses o marido voltou para casa e eles acordaram que recomeçariam do zero. "O que ele não sabia é que esse novo casamento seria com Jesus no controle!", enfatiza Deisi.

       Quando completaram nove anos de casados decidiram ter um filho, mas como Deisi tinha ovários policísticos a chance de engravidar era de até 3%, e seria necessário fazer um tratamento. Mas para a surpresa do casal, a gravidez foi descoberta já aos três meses, sem intervenção de medicamentos. "Além disso, sempre fui muito gordinha e isso me entristecia muito. Chorava pedindo a Deus para emagrecer com saúde e, pela graça e proteção Dele fiz cirurgia para redução de estômago e emagreci 40 quilos, mais uma demonstração de fidelidade", lembra emocionada.

       Deisi recorda com carinho do primeiro contato com a IBFC: "Depois de 17 anos de luta e oração, em 2012 meu marido começou a frequentar um grupo de crescimento, através da campanha Abraçando Canoas. quando ele aceitou Jesus foi algo maravilhoso! Mas eu sabia que na cabeça dele ainda haviam muitas dúvidas, cabeça de engenheiro e fé são coisas que conflitam..". Foi então que Deisi descobriu que estava com um tumor no rim direito. "A preocupação do meu marido era somente com isso e eu percebia que ele ficava incomodado com a minha tranquilidade e confiança de que Deus estava no controle. Ele via todos os membros do nosso GC orando e dando força, todos confiando na soberania de Deus. Fiz a cirurgia e foi um verdadeiro sucesso! O tumor era de baixa malignidade e não foi preciso nem fazer quimioterapia".

       Foi depois disso que o casal passou a viver o verdadeiro Evangelho e desde então têm aprendido da Palavra e servido com amor e comprometimento. "É uma alegria muito grande fazer parte dessa família! Nesses quatro anos de IBFC tivemos muitas experiências com Deus e hoje ministramos em um Grupo de Crescimento na nossa casa, servimos como líderes no Geração Futuro (onde nossa filha serve como auxiliar), fomos duas vezes ao Sertão Nordestino e participamos da inauguração da capela construída lá pela IBFC e ainda colaboramos no Curso de Noivos da igreja, onde utilizamos nossa experiência de vida para auxiliar casais que estão iniciando a caminhada do matrimônio". Ela finaliza deixando uma mensagem de encorajamento: "Não importa o tempo, não importa a forma, a palavra de Deus se cumprirá se tivermos persistência e fé. Agradeço pela liderança da IBFC, homens e mulheres de Deus que vivem o verdadeiro Evangelho e fazem a diferença na vida das pessoas".